17.6.08

Nunca, mais

Escarro com extremada algia
os restos da sua saliva
que permanece intrínseca a mim.

Mas eu ainda amo cada miséria
que você expele do seu corpo,
eu amo cada sua palavra sem caráter,
amo cada sussurro imperdoável,
cada pecado cometido contra mim.
Eu amo o asco que me causa.
Eu amo, mas não te quero.

Não, nunca mais. Não, mais.
Mais, mais, mais. Por favor, mais.
Mais.

10 comentários:

Luiza Viegas disse...

te inspirei, flor?
que bom!
e assim passeiam as palavras por nossas poesias/sentimentos...
gostei
bjo

Publicista! disse...

muito bom!
fazia tempo q ñ passava por aqui.
continua esbanjando talento.
bjs

Maria Cecília disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Cecília disse...

... sem comentários ...
*agora to com vontade de chorar*

ana bia disse...

Perfeito!!!
*agora to com vontade de chorar* [2]

Natália Nunes disse...

Dá licença, seu post me lembrou um trecho do Caio Fernando Abreu, e eu quero dá-lo a vc - ainda que ele nem me pertença:

"e de novo então me vens e me chegas e me invades e me tomas e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim, sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado, e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza deixando claro em cada promessa que jamais será cumprida, que nada devo esperar além dessa máscara colorida, que me queres assim porque é assim que és e unicamente assim é que me queres e me utilizas todos os dias, e nos usamos honestamente assim, eu digerindo faminto o que teu corpo rejeita, bebendo teu mágico veneno porco que me ilumina e me anoitece a cada dia, e passo a passo afundo nesse charco que não sei se é o grande conhecimento de nós ou o imenso engano de ti e de mim"


Beijo.

F. S. Júnior disse...

aquele gosto amargo ficou na minha boca por mais tempo... é ruim qdo a gente que se livrar de alguém que está mais impregnado em nós do que a a gente podia supor...

Ana Carolina Braga disse...

Menina!

Que lindo! Sou sua fã...
Adoro tudo o que você escreve e admiro a sua intensidade e simplecidade! =)

bjs

Edna Federico disse...

Nossa, Bina...que profundo isso!
Beijo

Paula Bailey disse...

adorei seu blog.... esta de parabens, sera sempre bem vinda para comentar no meu.... bjs