27.8.08

Rotina

Não me apraz
os versos certos
nem a rima
em demasia.

A tua paz
eu defenestro:
e cuspo em cima
da tua rotina.

4 comentários:

Beatriz Vieira disse...

Tenho momentos que se pudesse , colocaria as palavras em um saco de lixo e acabaria com as rimas... Me dá um tédio, uma raiva .. mas depois me acalmo.. rs

abraços

Beatriz Vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Edna Federico disse...

Menina danada...riso
Beijo

Djalma disse...

É difícil maldizer os versos isométricos e rimados em textos tão certinhos e bem rimados. Muito inteligente!
Mas, não há como ler seus textos sem reconhecer uma invejável fonte de inteligência.

Abraço!