10.2.08

Recadinho

Manda um beijo pra ela, e explica, devagarinho,
que esse beijo é de alguém que ela nunca viu,
mas que não importa,
porque esse beijo carrega consigo os sentimentos mais verdadeiros
que habitam esse planeta.
Explica também que nem tudo o que se vê é o que existe.
Lembre-a que o ar que respiramos parece por vezes não existir e
que freqüentemente só lembramos dele
pela sensação doce que ele nos causa na pele;
e, no entanto, ele nos é essencial.
Explica, gentilmente, que ela é tão querida que nem pode imaginar;
explica que existem desejos ternos acerca de seu bem-estar.
Fala, mas fala com cuidado,
que coisa assim não é sempre que se ouve.
Fala com carinho, de mansinho,
pra ela não tomar um choque,
de saber que não está sozinha neste mundo.

Um comentário:

ANTONIO MOREIRA DA SILVA - disse...

Adorei,pode acreditar.
Beijos
anTónio